Lâmpada Mágica

Recém feito o check-in online do meu vôo para Doha, lembrei que não escrevemos nenhum post falando sobre a Qatar Airways, a lâmpada mágia que liberou o tapete pra gente viajar pras arábias :D

Se não fosse o preço ridiculamente barato do vôo ida e volta (US$ 311 pra Barcelona, US$ 370 pra Madrid), provavelmente ninguém teria falado em ir pra Europa esse ano. Ou teria, mas com certeza não seria com escala no oriente médio…

Da wikipedia, “A Qatar Airways Company Q.C.S.C. (القطرية) é a companhia aérea de Bandeira do Qatar. (…) é uma das 6 companhias aéreas a possuírem as prestigiantes 5 estrelas da Skytrax pelo seu excelente serviço. Em 2006 eleita como detentora da melhor tripulação do médio oriente e ainda a 4.º melhor companhia do mundo. Em 2007 a sua primeira classe foi eleita como a melhor do mundo. A Qatar possui características bastante inovadoras a bordo, sendo a primeira do mundo a ter Televisão digital por satélite.”

A empresa parece ser bacana, mas aqui pra nós, a grande pergunta é porque diabos um preço tão baixo? Nos parece, além da promoção de início das atividades da companhia no Brasil, que existe aí um gancho que nos leva a cidade de Doha. Todos os vôos são com escala lá (triplicando a distância/tempo de viagem), sendo que pra escalas acima de 8 horas eles dão hospedagem e traslado grátis (facilitando o pedido de visto). A minha escala no vôo de volta é de 8:05… realmente acho que eles querem que a gente dê uma banda em Doha ;)

No entanto, para usufruir dessas cortesias, é preciso ligar pro escritório da Qatar Airways em São Paulo (ligação interurbana normal em português) e fazer a solicitação, tendo em mãos o número da reserva do vôo, passaporte e validade. Quando liguei fui bem atendido (apesar de demorar uns 7 min de ligação) e a confirmação do pedido veio na mesma hora. Lembrando: A empresa não fornece vistos de permanência no Qatar, ela fornece documentos de reserva de hospedagem que, somados aos documentos solicitados pela imigração para visto, facilitam o processo.

Evidentemente, vamos viajar de classe econômica, afinal, é uma lâmpada mágica, não um prêmio da mega sena. No Boeing 777 em questão, são 3 poltronas em cada fileira, aparentemente com conforto suficiente pra passar as adoráveis 14 horas que o vôo vai durar até Doha. Diz a lenda que existem modelos de avião com wireless, onde os pobres mortais proprietários de um smartphone (como eu e o meu iPhone) poderão se comunicar com o mundo lá fora, twittar considerações sobre o ronco do gordão do lado, jogar colheita feliz, etc.

Quando chegarmos na Espanha, vou escrever uma continuação desse post, a partir do caso real. Fiquem ligados ;)

Anúncios

Um passin à frente fazfavô!

E após um turbulento vôo de Florianópolis para Porto Alegre, desembarco no Aeroporto Salgado Filho, em seguida minha mãe me liga: “- Chegou alguma coisa da FedEx aqui pra ti…”

Meu Deus, meu Eurail chegou.

Cheguei em casa e fui direto ao encontro daquele envelope branco escrito em letras graúdas “The World on Time”. Nada mal para uma entrega que atravessou o planeta em menos de 4 dias úteis… Merchan a parte, vamos ao que realmente interessa :)

Pra quem nunca ouviu falar, o Eurail Pass é o melhor jeito de se viajar de trem pela Europa. Trata-se de uma empresa responsável pela venda de bilhetes por (quase) todo continente europeu há mais de 50 anos. Existem diversos tipos de “passes de trem” para você planejar a sua viagem de forma flexível e da melhor maneira possível, e, no meu caso, a melhor opção foi o Eurail Global Pass.

Meu global pass!

Além de ser a maneira mais rápida para se viajar, é econômico e divertido. Viajando de dia, você ganha de lambuja um cardápio cheinho de paisagens encantadoras passando feito rodízio pelas amplas janelas dos vagões. Caso optes por viajar a noite, sinto muito meu amigo, mas no máximo tu vais conseguir economizar a diária de um hostel, porém pagará mais caro na passagem, visto que os trêns noturnos obviamente também são mais caros… Todos em suas janelas, cintos afivelados que a charmosa toscana vêm aí!

Sobre o Global Pass:

O Global é a melhor opção para você que vai ficar bastante tempo zanzando pela zoropa. Este passe tem a duração de 10 ou 15 dias (não consecutivos) ao longo de dois meses para se usar em até 21 países, e você usa da maneira que quiser, quantas vezes quiser por dia.  Se você é jovem ainda, jovem ainda, jovem ainda, amanhã velho será e tem até 26 anos, Deus sorri para você e te dá essa maravilha pela bagatela de 393 euros! Esse é o preço pra o passe jovem, quem tem mais de 26 anos paga 603 euros! Ouch! É, mas vale a pena, amizade.

Cabe avisar, também, que além de pagar o passe, alguns trêns ainda exigem que você pague a reserva do seu acento. É, né brinquedo não. Mas não se preocupe, as reservas giram em torno de 2,50 euros. Micharia, né?

Tem um esquema também de horários que eu ainda não pesquei. Tu podes pegar x trêns até as x horas do dia tal… Se alguem souber explicar melhor essa parte, eu e os internautas agradecemos :)

Bom,

Abri aquele pacote com tanta vontade como uma criança que espera o soar da meia noite no relógio da sala, na tão esperada noite de Natal. E ele estava ali. O meu global pass. E como diz no site: “Your Pass, Your Europe”, isso me deu até frio na barriga! :)

Junto ao kit, recebi um material muito bem elaborado do Eurail, listados abaixo:

– Eurail Pass Map: Um folder contendo todo mapa ferroviário da Europa, tabela de preço de reservas de acentos, e algumas cidades destacadas com suas linhas de metrô. Entre elas nossa tão encantadora Parríííí, mon amour.

Kit de sobrevivência Eurail Global Pass

– Guia do Passageiro: Livretinho contendo todo tipo de informações pertinentes ao usuário, desde de “Como funciona o Euail Pass” até “Informações por país”.

– Eurail Pass Timetable: Mini resvistinha contendo todos os horário de todos os trêns de todas as estações de todas as cidades de toda a Europa. Destaque aqui para horário de saída, e horário previsto de chegada.

– Carta de Porte: Ainda não descobri o que é esse ítem, mas deve ser algo tipo uma nota fiscal, comprovante ou alguma das anteriores…

– Jornaleco Eurail: Como o próprio nome já diz, um jornaleco! Com informações sobre países, viagens, gastronomia e turismo!

E, finalmente, o Eurail Pass.

Deste último, mas não menos importante, eu esperava um cartão super produzido e personalizado com meu nome, mas no lugar disso recebi apenas uma papelada do caramba com um monte de coisas para se preencher e entregar ao guichê mais próximo para ativar o passe. Ainda tenho esperanças de receber o tal cartão na hora do embarque :D

É, nem tudo é perfeito. Mas é só passar a roleta e aproveitar, porque mais uma vez, a viagem vai começar!

“Eu me sinto um estrangeiro, passageiro de algum trem, que não passa por aqui, e que não passa de ilusão.”